domingo, 31 de Janeiro de 2010

Ray Frensham – o melhor de fotografar fora de Lisboa é fazê-lo precisamente com aqueles que nunca seria possível encontrar por cá

Ray Frensham – o melhor de fotografar fora de Lisboa é fazê-lo precisamente com aqueles que nunca seria possível encontrar por cá

Havia quem insistisse que um dia, uma das minhas curtas sessões de fotos se prolongaria para um café. Eu neguei sempre mas hoje teria que lhe dar razão - convidei o Ray para tomar um expresso enquanto pseudo almoçava e fui escutando-o sorridente. No mesmo dia em que o fotografei, este distinto cavalheiro ia ser entrevistado para esta reportagem da BBC. Considerado um dos homens mais excêntricos do Reino Unido e membro de um clube exclusivo para o qual, numa realidade portuguesa, nem os nomes pomposos que herdei da minha mãe me abririam portas, não consigo deixar de descobrir uma espécie de orgulho juvenil neste homem de meia idade. Coleccionador, escritor, blogger, o Ray tem uma queda monumental por trajes vitorianos e no fundo, o seu discurso oscila entre “sou um tipo normalíssimo” e o “ok está bem, sou um bocadinho diferente”. Sinceramente fiquei sem perceber; certeza apenas uma – o encanto de fotografar fora de Lisboa está todo aqui

34 comentários:

Miss Kitty disse...

Adorei o post!;)

BJS*

Nessuno disse...

não acredito que encontraste esta ave rara =D

Pé do André disse...

Aqui. Em Londres.

Anónimo disse...

Espectacular... Mas que grande foto:) O autocarro atrás ficou mesmo bem!

Adri disse...

O Alfaiate sempre em grande estilo, com boas fotos e excelentes histórias!
Um beijo

Adri

Rui Quinta disse...

Granda personagem.

Anónimo disse...

que estilo!!!! Do melhor que vi neste blog! saludos, Monsieur Simenon. P.S. - este senhor teria ficado muito bem na festa da Alice in Wonderland no Lux !!

Cate disse...

Adoro a foto, mesmo!

patricia disse...

Este senhor com este traje no Lux na Sexta- feira passada faria um enorme sucesso.
Acho que quando nos descrevemos a alguém dizemos sempre “ sou uma pessoa normalíssima” mesmo que no dia a dia as nossas roupas sejam excêntricas, tem tudo a ver com uma grande necessidade de nos destacarmos, ou uma grande paixão a um estilo com o qual nos identificamos ou melhor nos sentimos nós mesmos.
É normal a gostarmos muito de roupas e acessórios giros e pouco convencionais.
Um beijinho das Patrícias

Prezado disse...

grande estilo. Como diria os putos, granda pausa.

Marta Pereira disse...

Agora, o que eu queria mesmo ter era o dom de expressar condignamente a minha inveja comichosa, que se justifica por várias inquietações...Em primeiro lugar porque, tal como o Ray afirma e bem, sou uma das tais a quem a visão de um London bus brings tears aos meus olhos (deixem-me acreditar que não é por acaso que a palavra 'nostalgia' é igual nas duas línguas). Depois, porque ainda não tenho a admirável lata de mostrar às outras pessoas que há algo nelas que me fascina...Ainda, inveja por não existir um Alfaiate Portuense (ocorrem-me tantas, mas tantas personagens da cidade...) e finalmente, inveja por não conseguir ter uma ideia tão original para mostrar a meu deslumbramento pelas gentes de cá como a que o meu caro Alfaiate teve.

Ai a minha vida!

Parabéns, adoro isto.

Paloma disse...

Dentro do bom, foi a que menos tenho gostado. Não sei... o senhor não me encantou!

MG disse...

Parece tirado de um filme...

Juana disse...

já espreitei o blog dele e então acho a tua fotografia muito bem editada no teu blog! Quantas fotografias tiras a uma pessoa para escolheres a "tal", a melhor? já sei que não respondes...

O Alfaiate Lisboeta disse...

claro que respondo..

a edição da fotografia é a mais primária possível, limitei-me a recortar a área que não era essencial

o normal é tirar umas 3 ou 4, simplesmente o Ray estava adorar e eu também!

Anónimo disse...

Se rotulasses as tuas fotografias, permite-me dizer-te que esta teria de ser a mais magnífica e mágica de todos os tempos que este blogue atravessou.
Parabéns pelo óptimo eye catch.

Lily.

Ray Frensham disse...

I don't think I am Eccentric (even though, when you took this photograph, I was on my way to a meeting of the Eccentric Club on Piccadilly)...an Individualist. yes! I just live my life the way I choose to live it and really don't care what other people think or say about me anymore!

I hope this translates properly:
Eu não acho que eu sou excêntrico (ainda que, quando tirou esta fotografia, eu estava a caminho de uma reunião do Clube de excêntrico em Piccadilly) ... um individualista. sim! Eu só vivo a minha vida da maneira que eu escolher vivê-la e realmente don; importa o que as outras pessoas pensam ou dizem de mim mais!

Anónimo disse...

Ver a foto e imaginar a riqueza deste Senhor fez-me sentir vontade de estar na tua pele...
Bom post!
IB

P.P. disse...

OLá!! Sigo o teu blog TODOS OS DIAS, e várias vezes ao dia na expectativa de não perder os teus posts. Sempre que ando em viagem uma das coisas que me faz deambular pelas cidades de forma mais atenta é a imagem das pessoas, o estilo de vida, a forma de encarar os dias, etc. Tu, neste magnífico blog, fazes questão de nos presentear com fotos fascinantes, como estilos loucos, únicos, que de forma difícil (ou mal olhada) conseguimos encontrar pelo nosso país. Se tiveres por Londres entre 25 a 29 deste mês, comunica.

Pedro

Lisboa na ponta dos dedos disse...

é nestes momentos que tenho a certeza do teu futuro entendes? LOVE U

AC disse...

Gostava era de entender como é que "você" arranja tanto tempo para viajar!!!!!

Seja o que fôr... quero trabalhar no mesmo q tu, desde q se garantam esse mesmo nº de viagens!! :)

Beijocas e keep on the excellent work! :)

AC

Sofia disse...

Excêntrico ou não... está perfeito!

:)

Anónimo disse...

A minha foto favorita.
Excelente Zé!!

F

Anónimo disse...

Grande foto! TCM

Ás de Copas disse...

Adorei.
Simplesmente!

Apesar de ser "cliente" do Alfaiate Lisboeta há pouco tempo, posso dizer-te que o li e vi de lés a lés.

De longe este é o post que mais gostei, pela foto, pelo texto, pelo aspecto e conteúdo da "personagem"...

Um verdadeiro achado perdido na grande cidade que é Londres!

:D

Ivãnia Santos by DIAMOND disse...

Olá!!

Ameiii de todo o blog!!! é Fantástico!!!

E este post hein?? excelente, adoreiii a foto... é um verdadeiro senhor!!!

<3

visita o meu blog**
Beijo,
Ivânia

Mariana disse...

Grande Post, e GRANDE SENHOR!!

ADORO O BLOG!! Sigo-o atentamente!! :)


Addicted i confess!

Beijinhos

www.myfashionotebook.blogspot.com

Joana disse...

Encantador! Adorei! :D

Anónimo disse...

Agora fiquei curioso quanto aos nomes pomposos que herdaste da tua mãe não podes dizer José ? xD ehehe

Lovely Rita disse...

Perfeito.

Paulo "GI" disse...

Não querendo ser desmancha prazeres, gostava de ver este blog (que gosto e consulto regularmente)fazer jus ao seu nome e centrar-se mais em lisboa.
É que, de blogs destes sobre Londres, NY, Paris, Roma, etc., está a net cheia.
Sobre Lisboa é que há poucos.
De qualquer maneira, não será concerteza por isso, que deixarei de cá vir.
Abraço.

maria do mar disse...

que imagem genial! a seguir à que tiraste da tua irmã com a canadiana que a avó lhe ofereceu, esta é a melhor. muito, muito mágica.

E. disse...

Imagino-te a ti, Alfaiate, dono e senhor desse traje. Tal e qual um Carlos da Maia, charme, voluptuosidade, epicurismo e encantos mais. Detentor de um 'carpe diem' saudável e de uma espiritualidade digna e honrosa do apelido Maia! E depois,no Hotel Central, o drama da fotografia, de um lado Alencar barafustando que esta rouba e aprisiona a alma, do outro Ega banalizando a sua função: a forma. No meio, nem radical, nem conformista temos Carlos, 'a fotografia não rouba almas, transparece-as', e no meio esteve e sempre estará a virtude.

Passados dois séculos a história é a mesma... E ainda, há as pessoas que acham que ela, a fotografia, continua a roubar almas (pessoas como eu), as que consideram que não passam de figuras inertes e há as pessoas do meio. E no meio...

Emma

Anónimo disse...

hey!
peço desculpa de vir comentar mas adoro moda, muito mais aquele que as próprias pessoas criam! echo fascinante ainda mais quem ocupa o seu tempo a dar atenção e não discrina quem passa na rua e se afirma na sua totalidade! este blogue é fantástisco!

mary!