sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Sancha - um vestido "bon chic bon genre", uma montra com um poema de Al Berto e uma vida com garra, dedicada à cidade

Sancha
Sancha Trindade

De ontem a Domingo os comerciantes do Príncipe Real vão estar abertos das 10h às 23h promovendo os seus espaços das mais variadas formas. O florista Em Nome da Rosa (estes gajos não são nada parvos…vou ao Google e o nome "deles" aparece antes do Umberto Eco) decidiu convidar a minha amiga Sancha Trindade (outra que não é nada parva) para estar na sua montra parte destes dias festivos.

Antes de mais importa dizer que tenho inveja da Sancha. Sempre que falo com ela tem um novo projecto em mãos (ou na cabeça) [ou na imaginação] e isto para um bancário é quase arma de arremesso. Aliás…gosto de pensar que o tempo que demorei a convencer a minha namorada a jantar comigo pela primeira vez está relacionado estritamente como a minha actividade profissional. Imagino o 007 a não sacar uma única gaja se dissesse às tipas que conhece que, nos tempos em que não estava a aquecer a Guerra Fria ao serviço de Sua Majestade, estivesse a tentar aprovar crédito a uma pequenas empresas e a espetar-lhes meia dúzia de produtos financeiros (a sério…queria vê-lo). Mas enfim…nem os simpáticos floristas da Dom Pedro V nem eu somos parvos e não é por acaso que a Sancha ali está e que eu estou aqui, ainda de pijama vestido, a (tentar) escrever uma crónica que lhe faça justiça.

A Sancha está ali porque uma montra pode ser um local privilegiado para alguém que escreve tão apaixonadamente por Lisboa, observe atentamente aqueles que cá vivem e aqueles que por cá passam. E é a isso que se tem dedicado a Sancha – a escrever sobre Lisboa. Seja, na revista Única do Expresso, na GQ ou no Lisbon Golden Guide (e noutros tantos sítios que agora não me lembro e que não tenho tempo para ir pesquisar). Mas vá…no fundo no fundo não é por nada disso que a Sancha está aqui. Nem sequer pelo bonito vestido com que a BCBG a vestiu. A Sancha está aqui porque, muito antes de me passar pela cabeça ter um blogue (quanto mais chamar-lhe Alfaiate), me motivou a fazer alguma coisa. Alguma coisa minha, feita por mim e para mim, fosse ela, gerar ou não, uma "margem financeira" entre o tempo que nela se despende e os dividendos que dela se tira. Hoje, essa coisa dá pelo nome deste blogue. E, algures lá num momento distante, estavam as palavras da Sancha, desta feita não sobre a cidade mas sobre aquilo que eu devia fazer da vida. E assim encerro uma semana dedicada (e só agora me dei conta) aos projectos de 3 mulheres. Uma filha, um livro e uma cidade. Encerro-a com Lisboa na ponta dos dedos

40 comentários:

Sairaf disse...

Caro Alfaiate,
adorei a foto, fez-me lembrar aquelas imagens que pensamos existir só nos filmes e as quais não estão à vista de qualquer um.

Surpreendes-me a cada fotografia, a cada palavra com que descreves o que sentes e vês.

Muitos Parabéns
Abraço
Sairaf

sara disse...

Ainda de pijama às 8.30 da manhã?! e eu que pensava que os bancários (que passam a vida a tentar impingir dúzias de produtos financeiros e a tapar o sol com a peneira...) eram uma espécie madrugadora...:)
As pessoas fazem as roupas que vestem, e o alfaiatelisboeta está cheio de exemplos disso...O vestido fica-lhe de facto bem e torna-se mais engraçado por isso. Imaginando o mesmo modelito em alguém que tivesse umas curvas mais roliças e umas pernas mais acentuadas, o resultado, parece-me, seria bem diferente.
Obrigada pela dica relativamente à iniciativa, que merece ser explorada. Afinal... Lisboa tem muito encanto.

Sara Quaresma Capitão disse...

Este post está: belíssimo!
O vestido é maravilhoso...

Isabel I disse...

Ainda bem que cheguei a este blog! Tanta gente linda que tenho conhecido, tanta coisa sensacional a mexer, projectos, sonhos, realidades. Mais uma vez aqui venho como todas as manhãs. E só por isso, o meu dia será melhor.

Rui Quinta disse...

Estás acordado Zé. Bem acordado!
Abraço

Rui Quinta

paula'maria disse...

Agora que os dias se tornam mais frios, acordo com o objectivo de vir ver aqui, no teu blog, estas imagens sempre deliciosas, e estas palavras que nos aquecem, sempre, o coração.
Parabens*

Sara L. disse...

Que fotos fantásticas! Gosto de tudo: da elegância dela ao vestido, do cenário à poesia, a luz... tudo!

GPETOM disse...

Tem um "je ne ces qua" de Monica Bellucci.
O enquadramento da montra é inspirador!

Mara disse...

Cada vez melhor, Zé!
Beijinhos

GuroZen disse...

Parabéns, as fotos estão geniais! o texto ainda não tive tempo de ler..

On beauty disse...

Great blog... :)

CF disse...

Lindas as fotos. Transmite energia essa tua amiga...

Maria Guedes disse...

Lindas fotos!!! Grande Sancha que despertou em ti este teu lado tão poético, tao artistico e tao criativo! E ontem acabámos por nos conhecer - eu e a Sancha - neste mundo minimo, em que no fim do dia nos mostra que fazemos todos parte de um grande grupo de amigos :) Todos ligados!

Tanita disse...

De facto, a primeira noite destes dias festivos foi excepcional.
A Sancha preencheu mais uma montra das maravilhosas criadas pelas mãos do M.
O cenário estava perfeito e ela sem dúvida deslumbrante, não fosse ela quem é, e não fosse o Em Nome da Rosa o que é...

Pri disse...

Tudo muito sofisticado!!!

LittleBunny disse...

Sigo o blog através do reader há já algum tempo e vim hoje deixar o primeiro comentário,só para dizer que este foi,provavelmente dos meus posts preferidos. O mesmo digo das fotos. Talvez não seja nada quando comparado com posts anteriores...mas há aqui qualquer coisa.
Parabéns pelo blog e pelas fotos.

Nuno, apenas Nuno. disse...

Este vale a pena Alfaiate. Venho aqui diariamente (até já pensei em fazer-te um convite para vires a Coimbra. Ainda na terça feira vi uma rapariga que adorarias fotografar se a visses) e até nem costumo comentar. Porque não gosto ou porque não acho que seja algo por aí além. Mas este excedeu-se. Pela pessoa. Pelo vestido. Pelo teu texto. Pelas fotografias. Aqui está realmente algo que só se pensamos ver um dia em filmes. Adorei a montra. Mas o que me enche a vista mesmo são as palavras. São únicas. E não é todos os dias que se vê algo assim.

Acho que muitas fotos pecam por terem um fundo que não condiz em nada com a pessoa (mas claro sei que era difícil pegar na pessoa e ir para um sítio melhor fotografar), mas esta tem tudo!

10/10

Ju disse...

Mais ume vez... Espectacular!!! :)

PARABÉNS pelo teu blog!

Marta Mourão disse...

Adoro pessoas assim, empreendedoras. A Sancha tem imenso estilo e o vestido é demais!

Bimby disse...

So simple, so sweet!:)

Anónimo disse...

Zé estás a tornar-te um caso sério
adorei as fotos

Sancha Trindade disse...

ao ser humano que corre atrás do sonho coleccionando a beleza dos dias, http://lisboanapontadosdedos.blogspot.com/2009/11/na-senda-dos-sonhos.html

Destination disse...

A tua paixão pelas mulheres é comovente!

retro-a-porter disse...

Mais um post que me lembra porque sou apaixonada por fotografia, moda, cinema e também literatura. Este apontamento cinéfilo, literário-fotográfico tem tudo, até moda com o belissimo vestido BCBG.

Já agora aproveito para agradecer ao Alfaiate ter-se tornado meu seguidor. Uma grande honra,mas, também um estimulo para o meu modesto blog. Obrigada.

follow me:
http://fashionheroines.blogspot.com

Francisco disse...

Sancha estavas maravilhosa nessa vitrine . Pensei numa música de Chico Buarque, “as vitrines”, que nunca compreendi completamente. Os carros desta cidade iluminavam-te e cada clarão era como um dia depois de outro dia de uma crónica na ponta dos dedos

Eli disse...

Olá!

:)

Embora lá a um encontro de blogueiros!?

Mais informações no meu blogue!

:)

Anónimo disse...

Alfaiate....
Adorei conhecê-lo!
Neste mundo tão complicado....é óptimo que viva a vida com alegria!
Ocupa parte do seu tempo livre, a recolher fotos e histórias bem interessantes....
As vezes que eu pensei fazer isto!
Talvez um dia numa versão menos cool!
Parabéns
Um xi-coração da Poveira

Dulce Alves disse...

Já "conhecia" a Sancha não só da Única mas dos suplementos do "Meia Hora"... e confirma-se que a sua elegância se extende até à sua escrita!

(n)Ana disse...

Estou a ver que a tua irmã não censurou mais este post... voltaste a escrever "gaja" e desta vez não houve nenhuma ressalva... tsc tsc tsc...

Elegante a tua amiga "nada parva" e a montra que a mostra fica sem dúvida mais bela.
E tem um VAIO, uma miúda gira com um VAIO à frente fica sempre mais interessante! (cof cof cof! Yah, tb tenho um! :op)

Sancha Trindade disse...

em homenagem aos viajantes da cidade http://lisboanapontadosdedos.blogspot.com/2009/11/na-extensao-da-eternidade.html

Anónimo disse...

que gira! tem um sorriso fantástico e é linda.. adoro o vestido! JonnhyCastaway

Sancha Trindade disse...

a continuar assim acho que deixo a escrita de lado e aventuro-me no cinema italiano, que me dizem?!
a verdade é que o Alfaiate tem jeito para a coisa ;-)

Paloma disse...

Também a conheço! =P

MAISON CHAPLIN disse...

A darling é muito parecida com a "Am Lu", me gusta mucho..

@ MAISONCHAPLIN.BLOGSPOT.COM

oh my! disse...

Muito bom, Zé! Lindas as fotografias, lindo o post =)

Anónimo disse...

Mais uma boa foto, e um mais um bom texto. Ainda por cima bancário! (por acaso acho que já tinha percebido isso algures no blog, e dos lados da Barata Salgueiro?).
Como bancário por meras casualidades da vida, como fotografo amador por pura paixão, a pergunta que me atormenta é: Consegues tirar uma hora inteira de almoço para fotografar?? Ou sair com luz do dia??
Continua com o bom trabalho ;)
pastel

Diana Duarte disse...

Zé a 2ª fotografia está linda..parece de capa de revista ou fazer parte de um anuncio, talvez de cafe..nespresso..what else...? beijinho

Beatrix Kiddo disse...

tinham de escolher uma pessoa que não ficasse àquem de um poema do Al Berto, e conseguiram :)

Miguel Pires disse...

Sancha versão showcase, guapíssima como sempre.

Fatih Gokmen disse...

beautiful and sophisticated