sábado, 28 de Novembro de 2009

Mind the gap Kalaf

Mind the gap Kalaf

A culpa é da minha avó. A sério. Não há sítio onde vá que não meta conversa com x, interpele y ou faça sugestões a z. Fui buscar-lhe essa tara [não se preocupem com a minha avó, vai adorar que fale nela na mesma medida que adora chamar a si a responsabilidade de metade dos meus traços de personalidade; e, em abono da verdade, cabe-lhe a ela boa parte da responsabilidade de, algures na minha base genética ou experiência, ter encontrado motivos para iniciar este blogue]. Simplesmente sou mais contido. Só me dá para isso em viagem. Quem se lembra de alinhar comigo em férias tem sempre uma boa meia dúzia de episódios semi-embaraçosos que apenas não o são mais, apenas por isso...porque estamos de férias

O Kalaf não engana. É tão simpático no trato quanto à vista. A primeira coisa que me disse quando deu por falta do casaco que tinha ficado no avião foi:
- Fica com o meu número para fazermos a foto amahã.
Respondi-lhe que não se preocupasse com o meu conceito de fotos na rua. Que a tirava logo ali. O resultado está à vista. O Kalaf devia estar a adivinhar. Saiu desfocada. Os Buraka tocam hoje em Manchester. Break a leg Kalaf

11 comentários:

Anónimo disse...

In bocca al lupo, Kalaf.

MIA disse...

adoro sem dúvida os BSS, leio a crónica do kalaf no Público e é, sinceramente, a única que acho que tem interesse no P2. o kalaf transpira estilo

RFSP disse...

Muito bom.
Desfocada, mas, com um excelente conteudo!!!

Follow me
http://rfspblog.blogspot.com/

Anónimo disse...

Kalaf! Tá linda:)

Lisboa na ponta dos dedos disse...

grande alfaiate...this is your pure energy. Miss you!

Marta disse...

Confesso que a primeira opinião que tive dos Buraka foi mais do que péssima.
Mas à medida que fui conhecendo outras músicas apercebi-me que não são só mais uma banda, têm o mérito de conseguir juntar estilos musicais tão diferentes e de fazer músicas com uma energia muito positiva.
Boa sorte Kalaf!

evil mandela disse...

granda cenário!

tresgues disse...

Com o tempo ficamos mais parecidos com as nossas avós. É o meu caso. De início também me achava mais tímida do que ela... Mas isso passa com a idade.Eu j á estou quase como a minha! Que bom!!! ;)
Parabéns pelo blog.
Passo por cá sempre que posso.

Anónimo disse...

Daize!

Anónimo disse...

Kalaf is in the house:)
*

Isabel disse...

Vi-os ao vivo no Hoxton bar and kitchen, em Londres em 2008, e arrasaram! E sim, o Kalaf tem estilo..só é pena estar desfocado...