terça-feira, 29 de setembro de 2009

São Conrado - Casual sofisticado, smart chic ou lá o que lhe quiserem chamar

Casual sofisticado, smart chic ou lá o que lhe quiserem chamar

Casual sofisticado, smart chic ou lá o que lhe quiserem chamar. Estes rótulos fazem-me sempre tanto sentido quanto me dizerem que gostam de ouvir drum & bass orgânico no metro, levar literatura russa do terceiro quartel do século XIX para a praia ou ir ao Nimas ver cinema francês de realismo poético. Pese embora a minha falta de jeito para interpretar estes conceitos rococós trabalhados a talha dourada, o casual sofisticado e o smart chic tentam sempre transportar-me para a imagem dum gajo de casaco vestido e calçado desportivo, com ar descontraído (que as preocupações dos outros nunca foram temática sexy) e copo na mão e, se possível, com um barco ou uma marina em pano de fundo.

Quando recebia SMSs para ir a castings com estas expressões assumia sempre (que eu sou um gajo de processos simples e, por regra, quando ando de barco pago bilhete) que o que me estavam a querer dizer com jeitinho era “Zé…evita aparecer de t-shirt sem mangas desta vez, pode ser?”. Sim porque isto das mangas e da sua dispensa tem muito que se lhe diga. Às mulheres toda a gente gosta de ver os braços, as pernas e, de preferência, o peito também mas um gajo, por não apreciar tresandar num dia quente ou fazer sauna numa discoteca já passa por exibicionista ou, à laia de alguns comentários que ouvi antes de haver t-shirts de alças à venda nas surf shops (que a partir do momento em que as marcas de surf vendem “já pode ser, não fica mal e até é cool”), habilita-se a meia dúzia de associações grosseiras ao ramo da construção.

Mas enfim…aqui o Nick preencheria certamente todos os requisitos e mais alguns. Isto porque no fundo…o que o casual sofisticado e o smart chic querem mesmo dizer é “cocó mas não cagão o suficiente ao ponto de parecer um coninhas”. E o Nick, de coninhas não tinha nada. Era um gajo porreiro. Um gajo porreiro impecavelmente vestido para ir a um casting

22 comentários:

Anónimo disse...

Bom post Zé!
RQ

Anónimo disse...

Nice. Very nice.
[Tás no Rio Alfaite?] TCM

shoe girl disse...

sem desmerecer o nick com o seu look impec nem a foto mas o que eu gosto mesmo são dos textos.

***

kianda disse...

O Rio inspira(-te). Mais um belo texto.

(n)Ana disse...

Texto divertido. Animou-me já a manhã.
Por aqui nos eventos mais descontraídos o dress code é o "business casual"... que deve ser, mais-coisa-menos-coisa, idêntico ao "smart chic" hehehe :oD

Ah! O Nick tem uma granda pinta e um look delicioso.

Margarida disse...

mas o modelito é ...
ai!

Lou Salomé disse...

Uma dose de bom humor para este dia. Gostei muito!

Sara L. disse...

Que tal... "ultra cool"? ;o)

Anónimo disse...

Menino do Rio... Calor que provoca arrepio! Foi o que me ocorreu ;)Bela foto e belo texto! Parabéns Alfaiate! És como o vinho do Porto...Quanto mais maduro melhor!

MJ

Isabel I disse...

O menino do Rio é surfista. Este é casual, cool, chic, smart, who cares? a mim parece-me bem. Isabel I

Bela Sonhadora disse...

o smart chic ou o Pijo modernillo como os nuestros hermanos o identificam até é um estilo engraçadote e nalguns espécimes altos e espadaúdos até que não lhe fica nada mal, agora quanto às tshirts de cavas (sem manga whatever) nem ao mais belo macho fica bem sem lhe dar um ar de mitra ou turista de albufeira (sem esquecer o toque à trolha) No me gusta!!!

Dulce Alves disse...

Eu cá, com ou sem modas, continuo a abominar tshirts sem mangas num homem... e até numa mulher, particularmente quando não sabe pôr roupa interior adequada e destoam ali umas alças coloridas... :$

Maria Pena disse...

eu cá confesso que sou uma dessas que anda por aí a exibir as alças coloridas, não propriammente por gostar do look mas convenhamos, usar um top de alcinhas pressupõe uma necessidade de nos sentir-mos confortáveis e se, para isso, tenho de andar a usar sutians cai-cais, alças de cilicone ou o que raio seja, então o propósito inicial do top vai por agua abaixo! por isso, e como diz a Isabel lá em cima, "who cares"?! Gostei do Nick, já agora!

Maria Pena disse...

*(acho que devia ser "sentirmos", peço desculpa!)

Anuxita disse...

O Nick é deslumbrante, mas o teu texto "atrevidote", está ainda mais delicioso, como sempre...

Beijinho mágico

Pri disse...

Misutrinhas = sofisticaçao.
Alfaiataria + o denimwear!
Lov.

m. disse...

De facto, o nick está impecável, e o post também. Apenas dois "senãos"; a camisa apertada no pescoço até mais não (a dar-lhe um suave ar de padre) e a incógnita de saber se estás ainda no Rio, lá prós lados de: São Conrado.

continua, sabe sempre a pouco.

Pátuá disse...

:) essa da camisola cavada teve graça... eu comprei para este Verão,algumas dessas para o meu pequenote de 2 anos e o comentário era: -Tens uma t-shirt à Rambo!!!

beijinhos e adoro o blog

Anónimo disse...

É uma linha ténue a que separa o cócó do coninhas, mas exemplarmente definida aqui. Quanto à manga cava, não me incomoda, conquanto não esteja adornada por um tufo espalhafatoso de pelos no sovaco.

Aquele abraço,

M.

Isabel I disse...

Manga à cava em homens só nos praticantes de atletismo. Mesmo com tufos de pelos no sovaco.

O Alfaiate Lisboeta disse...

para além das alças sou gajo para usar as camisas tendencialmente abertas. Não tenho por hábito andar a expor os mamilos mas em caso de dúvida o botão segue aberto. conclusão…nunca usei aquele botão apertado sem uma gravata por cima mas acho que é precisamente isso que confere encanto e sofisticação ao Nick

GPETOM disse...

casual chic?