sexta-feira, 30 de Abril de 2010

quarta-feira, 28 de Abril de 2010

terça-feira, 27 de Abril de 2010

domingo, 25 de Abril de 2010

sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Miguel Negretti (DJ Glue)

Miguel Negretti

Não devem ter passado mais que duas ou três semanas entre me terem mostrado um admirável mundo novo de blogues que retratavam a moda de rua por todo o planisfério terrestre e ter começado o Alfaiate. E foi nesse pequeno hiato temporal entre o “decido” e o “começo” que reparei pela primeira vez no Miguel. No Miguel e na pala dos seus bonés. Mas ao contrário do que é costume acabou por não ser na rua que decidi que queria mesmo fotografar o Miguel. Foi no Lux, num Sábado em que o que estava a passar no piso de cima ganhava contornos épicos para os meus modestos critérios musicais. Quando olhei para a cabine percebi que, com ou sem boné, dificilmente deixaria de fotografar o Miguel

quarta-feira, 21 de Abril de 2010

Dá para fingir...

Dá para fingir que não está ali a minha sombra, que os sapatos que mereciam estar focados estão efectivamente focados e que esta fotografia, mesmo depois desta trapalhada toda, ainda continua a ser uma das mais giras que publiquei até agora?

que não está ali a minha sombra, que os sapatos que mereciam estar focados estão efectivamente focados e que esta fotografia, mesmo depois desta trapalhada toda, ainda continua a ser uma das mais giras que publiquei até agora? É que eu acho que é

terça-feira, 20 de Abril de 2010

O Varela tem presença

O Varela tem presença

Tem também um casaco que não me importaria nada de vestir. E por falar em presença, é coisa que também não parece faltar à loja onde trabalha, à porta da qual o fotografei. Akira, acabada de abrir, ao nº8 da Calçado do Combro

domingo, 18 de Abril de 2010

quarta-feira, 14 de Abril de 2010

domingo, 11 de Abril de 2010

Érica - Summertime!

Érica -Summertime!

No que diz respeito a elogios há dois tipos de miúdas: aquelas às quais até gabar-lhes o macaco esquecido que trazem ao nariz as faz assumir que as queremos comer e aquelas que são perspicazes o suficiente para perceberem que se as quiséssemos mesmo comer o mais provável seria não lhes elogiarmos até os mais flagrantes atributos (quem diz comer diz outra coisa qualquer…não sejam coninhas)

A verdade é esta…veja a Érica com uma prancha debaixo do braço, no Lux ou no Miradouro onde a encontrei há bocado está sempre com uma granda pinta. E eu cá comunico-lhe sempre. Mas desconfio que ela nunca me leva a sério. Talvez escrevendo passe a levar (isto tudo claro, porque já lhe testei a perspicácia faz tempo)

quinta-feira, 8 de Abril de 2010

xukebox.blogspot.com




A 1ª vez que me falaram em “blog” devo ter tido uma reacção tão perspicaz quanto a interpretação pornográfica que fiz da 1ª vez que alguém me disse que ia abrir o seu "Hotmail". Mas a verdade é que o fenómeno tem o seu encanto. Por um motivo muito simples. Porque cada um se dedica a falar daquilo que mais gosta. E quando assim é corre-se sempre o risco de se fazer alguma coisa engraçada. Há dois anos a Mariana e o Hugo criaram o xukebox. O objectivo era simples: partilhar o gosto pela música e usar o blog como ferramenta para a descoberta de novas bandas e gerar alguma discussão em torno de novas e velhas tendências. Depois juntou-se o João e, com algum tempo e dedicação (ninguém se safa desta parte), a publicação foi crescendo.

A primeira vez que ouvi falar no xukebox deve ter sido naquele bar da ponta do Lux que preenche a sala em toda a sua largura e onde me costumo encostar à espera da tosta. Deve ter sido porque é sempre lá que encontro o João. O sacana segue sempre a mesma estratégia. Elogia o Alfaiate até mais não e depois vende-me a ideia que devia escolher uma música para o xukebox e escrever um post. Eu, já se sabe, sou um gajo de fraca índole e particularmente vulnerável a retóricas bajuladoras e lá lhe digo sempre “epá João, não tenho tempo para nada mas claro que sim, até acho que já sei a música que vou escolher”. E depois acabo sempre por me esquecer. 15 dias depois quando nos voltamos a encontrar no mesmo bar a conversa repete-se. Até que um dia lhe digo, “João, há uma forma de não me voltar a esquecer. Saco-vos uma foto e faço um post no Alfaiate. Às vezes até me dá gozo publicar coisas que não estejam necessariamente relacionadas com moda”. Ficou combinado. Foram ter comigo à Terrugem e lá fizemos a foto (não me vou pronunciar sobre o Hugo se ter baldado, vou-me limitar a fingir que não sou um gajo susceptível)

Um dia alguém se lembrou que se havia quem gostasse da música que eles publicam também haveria quem gostasse de a dançar. Resultado: já vão na terceira festa. Vamos lá ver se me explico; não é uma festa de bloggers, não é um jantar do mIRC. É uma festa para quem já andava com vontade de ouvir algo diferente do que passa por aí. Quando? Este Sábado. Onde? No Ko-Zee Club (Calçada Marquês de Abrantes) em Santos. Mariana, leva umas amigas sim? (é que os meus amigos não estabelecem os seus itinerários nocturnos apenas com base na música que se ouve….)

domingo, 4 de Abril de 2010