terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

(com todo o respeito...) O velho Ayres

O velho Ayres
O velho Ayres (2)

O neto já me tinha avisado mas não lhe prestei a devida atenção. O Sr. Ayres é um homem especial. Percorre o Porto como se a cidade lhe pertencesse, fala com orgulho dos fatos que já criou e dos colunáveis que já vestiu. Diz o que lhe apetece, da forma que lhe apetece e a quem lhe apetece. Fez troça do meu casaco, de como se vestem algumas figuras públicas e dos miúdos que "perdem horas ao espelho a decidir como se hão-de vestir para que pareça que não se olharam sequer ao espelho" [adaptação de uma frase que me ficou na cabeça (que é o eufemismo para plágio descarado) que li um dia aqui]. Diz que o mais importante num fato são os “ombros e as mangas” e apelida de “farrapada” tudo aquilo que não é feito por medida. Disse muito mais mas estas são as primeiras coisas que me ocorrem. Quando meti a cunha ao neto para o fotografar não podia imaginar alguém assim. Por um motivo muito simples, nunca tinha conhecido ninguém assim

43 comentários:

LuisRibeiro disse...

Pode ser uma grande autoridade em matéria de alfaiataria mas tem um ar um pouco sinistro e mafioso. O assertoado, esse, fica-lhe lindamente.

LR

Isabel I disse...

Sinistro? Nem por sombras. Parece o que é, pelo que conta o Alfaiate: um espirito livre, uma personalidade vincada e afirmativa, alguém que não passa despercebido, nem quer.

CF disse...

Puxa. Grande figura, sem dúvida...

piipiis disse...

Concordo plenamente! Que espanto de Homem.

cassamia disse...

adorei este teu canto tecido de tantas coisas lindas, das palavras às imagens!
parabéns!
voltarei sempre para te espreitar e contigo espreitar :)

Gon disse...

todo stylish o sr Ayres!


www.dimogonda.blogspot.com

NA disse...

Vê-se ser senhor do seu nariz com pose de aristocrata.
Elegantíssimo.

O Homem da Espora de Roseta disse...

Unhas

Pitch -3 disse...

Alguém sem papas na língua e que busca a excelência: "o 25/A destruiu as escolas de alfaiates".
Gostei de cumprimentar o Sr. Ayres e sua neta.

joao disse...

os maiores! avo e neto! grande orgulho

Sousa Magalhães disse...

É o Mestre.

magda disse...

Grande pinta! Grande Mestre! Boa, Alfaiate!

António Prates disse...

Sem dúvida que o senhor Ayres comporta uma imagem distinta, e transporta nos ombros da sua natural jovialidade as medidas hábeis de uma vivência inteligível... E as mangas acolhem os abraços da Vida - penso eu!

E para solenizar um pouco mais a excepção do momento, eis as palavras sensatas de Cervantes:

"A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens, nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida."


Tenham por cá saúde!

Anónimo disse...

Era impossível não sentirmos um ORGULHO ENORME pela NOSSA FAMÍLIA com um Avô e Primo assim.

Mafalda e Maria "Ayres"

Helena disse...

Ora aqui está um Senhor com atitude, mas se me for permitido um reparo, penso que uma ida à manicure só ajudava!

Francisca "Ayres" disse...

É naturalmente genuíno, é naturalmente espontâneo, é naturalmente um mestre e um artista!

É naturalmente meu avô e ainda bem ;

Anónimo disse...

para:luisribeiro
Mafioso é o teu pai

JGuimaraes disse...

Toda a gente o conhece no Porto. Um dia hei-de ter um fato dele e hei-de-o usar com o maior dos carinhos. JGuimarães.

Nessuno disse...

não imagino o homem com sotaque do norte

Anónimo disse...

a segunda foto está muito bem apanhada... aquele olhar faz um contraste interessante com a pose mais "cool" da primeira:) Abraço Andre B

Juana disse...

Eu imagino-o até com muita pronúncia do norte, o cenário por trás é o cais da Ribeira, certo? Gosto muito da 2ª foto.

Anónimo disse...

"Oh, yes. The lies. Very, very sorry about the lies.
Louisa, I never did work in Saville Row, did I? Not as such. I
learned the tailoring in prison."

:)

Ayres Neto disse...

Palavras para quê?Tá tudo explicito nas fotos e no texto!Um bem haja e mais uma vez parabéns ao criador do blog pelo trabalho que tem vindo a realizar.

Um forte abraço

Ayres neto

Francisco disse...

Apoio totalmente o Luis Ribeiro. O problema deste blogue é que não se toleram as opiniões divergentes na caixa de comentários...e de facto este senhor, por grande Alfaiate que seja, tem um aspecto sinistro. Atentem nas unhas e no crucifixo ao peito. É isto a alta alfaiataria portuguesa?

Porto Canal XXX disse...

Deus, Pátria e Família!
Grande Alfaiate Português o "Velho Ayres", à Antiga Portugueza!
Que Deus perdoe à geração da farrapada e estrangeirada, ela não sabe o que diz.
Há quem tenha autoridade e presença para estar como quer e lhe apetece, há quem não tenha essa arte..não é para quem quer, mas para quem pode.

AC disse...

:) :) :) :) :) :) :)

Anónimo disse...

POIS....E O NETO TAMBÉM UM MOÇO TÃO VONITO MAS COM AQUELA VARVA MAIS PARECE UM TERRORISTA...
E ATÉ SE BÊ UM FIO QUE TAMVÉM DEBE DE TERE UMA CRUZ...

AJ disse...

Para o Francisco:

Cruz é a de quem te atura!!!!

Não sabes distinguir o masculino do sinistro.

Se não gostas não vejas... vai lá ver o teu Blog Gay e está caladinho.

Anónimo disse...

Ignorem-no. Tanta má energia não merece resposta!

Anónimo disse...

Grande Homem! Grande Alfaiate! Grande Estilo!
Agradam-me as pessoas que amam a liberdade.As pessoas que sonham e que criam. As pessoas pelas quais os anos passam e ainda assim o seu espírito continua jovem. As pessoas que não têm medo de dizer o que pensam e que não temem ser julgadas. As pessoas que enfrentam a realidade sem lhe dar demasiada importância. Só pessoas assim podem possuir um Dom. Este Senhor tem esse Dom. Das suas mãos sádias nascem peças maravilhosas, perfeitas e únicas!
Parabéns por ser como é, por fazer o que faz. Por ter despertado essa paixão pela sua arte, ao seu neto, que irá honrar o nome que carrega. Parabéns pela sua optima família, principalmente pela sua filha mais nova, que é genuína como o senhor e uma grande amiga do seu amigo. Clara

Cão Traste disse...

Um dos males da blogosfera e esta moda dos "anonimos" aproveitarem o anonimato para soltarem a sua ma educacao, preconceito e afins.
Deveriam todos anonimos e nao so, focalizarem-se no ponto central deste blog que e a foto, os estilo das pessoas. E ja se sabe, gostos nao se discutem....porem e de admitir que o estilo em geral do Senhor Ayres e interessante, da-lhe um ar diferente. Aquela cruz (nao por ser cruz, ate podia ser um diamante) nao tem nada a ver...mas e o seu estilo. Da cor ao quadro. Imagino que as meias brancas tambem devem ser muito masculinas...mas ainda bem os homens portugueses ja as sabem evitar. :-)

Cão Traste disse...

So mais um comentario: os mafiosos sao todos estilosos. Sartorialistas. Vejam o filme "O Padrinho".

inês disse...

Ai! Já cá faltava a ditadura do bom gosto, tão tipicamente portuguesa...
Porquê declarar que é mau gosto, ou falta de estilo, ou ar mafioso? Porquê não um pouco de humildade e pensar que, se calhar, este senhor que leva uma vida inteira dedicada à arte do fato sabe mais de estilo do que nós. Não se gosta daquilo que não se conhece...
Pessoalmente, acho o máximo que um senhor "de idade" (assumo o perconceito, mea culpa) misture tão bem um fato assertoado de risca diplomática com uma camisola de gola alta por debaixo da camisa, estilo "não estou nem aí". Muito cool, só mesmo ao alcance de alguém que não conhece segredos a um fato.

Patty disse...

Acredito que só quem conhece muito bem as regras as sabe quebrar com toda a elegância...

Anónimo disse...

Mas alguém alvitrou o "gosto" do senhor? É lá o dele, concerteza. O que importa é o resultado fotográfico, comentável, e aí, concordo, há uma imagem algo sinistra que perpasssa. É dureza da foto. Tanto o Zé como os descendentes do visado sabem disso.

Agora o comentário dos mafiosos (e a sua coolização) é no mínimo
desajeitado. Credibilizar um estilo puramente cinematográfico de um filme icoónico e compará-lo com um bando de matadores, agiotas e criminosos em geral (que na vida real tem pouco de estilo)... enfim.

Deste leitor assíduo,

PRT

Anónimo disse...

MAS SERÁ ASSIM TÃO DIFÍCIL REPARAR QUE EM AMBAS AS FOTOS ELE ESTÁ A IRONIZAR????

Anónimo disse...

Exacto, anónimo das 16:18. É por isso que a foto parece (e resulta) algo sinistra.

Cate disse...

Adorei. Uma figura que não passará despercebida em lado nenhum.

Lusty disse...

Um charme!
LustyCapuccino

anapina disse...

Acabei de passar por este senhor na rua! E não é que a primeira coisa de que me lembrei foi que já tinha visto as suas fotografias aqui no alfaiate lisboeta?...
Os óculos de sol tinha-os na lapela, continuava de chápeu e lenço, a fatiota era diferente, mas a postura era a mesma - definitivamente, alguém que nunca passará despercebido.

Parabéns pelo blog! Fotos e textos :)

Anónimo disse...

fantástico!
estou impressionada...

Rice disse...

O grande, o grande

Gu disse...

Muita coisa poderia ser dita,mas só quem tem o previlégio de o conhecer bem pode realmente aproveitar todos os momentos de uma vida e a companhia fabulosa que sempre foi e será.
Alfaiate,amigo,generoso e muito alegre.
E acima de tudo um Artista.