terça-feira, 23 de junho de 2009

Quem disse que riscas não dão com riscas?



[o post inicial não "trazia" texto mas perante algumas questões que surgiram nos comentários (contente por a imagem ter gerado feedback) decidi escrever]
As gravatas de malha, não sendo as mais comuns, não são propriamente espécimes raros. Para cores, padrões, formatos e preços diferentes podem encontrá-las, entre outros, no Nunes Corrêa, na Cravatta House ou na Labrador. Mas as minhas preferidas são escolhidas na Lourenço & Santos, 50 metros abaixo do antigo Cinema Condes (actual Hard Rock Café). E concordo com o que alguém escreveu; estas gravatas, à semelhança dos casacos de malha, transportam-me para uma imagem dum afável patriarca de família. Mas isso não me impede de usar e abusar delas. Ou não vos falei ainda na minha queda por contrastes?

37 comentários:

Miguel M. disse...

Ninguém com bom gosto, claro

Anónimo disse...

Alfaiate,

Cheira-me que ias ficas desiludido com as minhas 20 quantas camisas brancas e não sei quantas gravatas lisas.

Boa dica!

H.L.

MRamos disse...

Ideias pré-concebidas de riscas com riscas e riscas com xadrez é do tempo dos nossos avós. Desde que as riscas sejam horizontais e verticais fica sempre bem.

Relativamente ao conjunto, apesar de não ser nada fan do tecido dessas gravatas devo dizer-te que o conjunto fica muito engraçado.

Camisa de colarinho aberto dá sempre classe, contudo não demasiado formal pelas riscas, a ausência dos botões de punho e presença de pregas nos botões do peito. A gravata dá a personalidade descontraída, contudo de alguém com maturidade e classe.

Continuo a achar que essas gravatas foram inventadas para pessoas que gostam de usar fato sem gravata mas que não o podem fazer.

Gostava de te ver fazer algo mais complexo com xadrez e riscas! E não estou a falar de coisas fáceis como fizeste na "antologia de um casaco".

Fica o desafio!

Abraço

MRamos

MRamos disse...

Retiro o que disse à pouco sobre a maturidade e classe. Alguém que não aperta os segundos botões do punho não merece tais elogios. É o mesmo que vestir umas calças e não apertar a braguilha!!!

Mantenho as referências ao ar descontraído e os padrões interessantes.

Desculpa Alfaite!

Abraço

MRamos

Vicente disse...

O conjunto é bom. A gravata é brutal!

Andreia disse...

Apesar de não gostar particularmente de gravatas e camisas gosto dessa gravata!!
Gosto do contaste de cores entre ambas mas camisas pra mim têm que ser lisas!!
Riscas ficam super bem com riscas, é preciso é saber vestir!!Mas lá está...isso é como tudo!

shoe girl disse...

não só riscas com riscas, como com quadrados e para os mais aventureiros até padrões com padrões.
ptt suponho que quem disse isso não deve ter pensado muito acerca,...

:)

TTC disse...

Ficam bem e não é pouco!

Isabel I disse...

Adorei a gravata, parece antiga, dantes usavam-se muito. Agora cuidado com o comentador MRamos, é um verdadeiro expert, sabe muito bem do que fala. Gosto muito de ler os seus comentários, são didáticos. Isabekl I

In Vogue disse...

Gostei bastante. E adoro essas gravatas antigas, eram muito mais giras!

Sara C disse...

Tem o seu "quê", de facto.
Revela audácia, segurança, primor.

;)

Rachel disse...

Hum... é impressão minha ou a gravata parece ser daquelas em malha?

Anónimo disse...

Não parece! É!
AVAN

Anónimo disse...

É daquelas em malha. A única que tenho foi-me oferecida pelo próprio Alfaiate, e por acaso gosto muito dela! Esta combinação está muito boa, sem dúvida! Abraços André B

Rachel disse...

...essas gravatas fazem-me lembrar velhinhos.

Anónimo disse...

Ai Raquel...és sempre tão corrosiva! Não gostas de nada pá! :P
AVAN

O Meu Outro Eu Está a Dançar disse...

pois é! ...quem disse? por causa dessas e daquelas, a equipa da zara home já não me deixa fazer as camas!

MRamos disse...

Não percebo porque relacionam a gravata de malha a idade. Apesar de não ser fan destas gravatas como já o disse, acho que reflectem totalmente o contrário como, descontração e informalidade.

Vejam o post de 23/01 "Casaco de Malha" e digam-me por favor se gravata de malha é coisa de velhos?
Discordo! Lá que digam que as cores não são sóbrias é outra coisa. Além disso este tipo de gravatas são rectas na ponta o que dão um toque diferente do habitual e acima de tudo irreverente!

Falando de riscas... Riscas horizontais em gravatas fazem um efeito fantástico, uma vez que ficam verticais no nó. Recomendo... Dá um toque clássico sem parecermos "velhos".

Cumprimentos,

MRamos

PS - Obrigado Isabel I

Rachel disse...

Já fiz uma projeção sobre o assunto, há de facto muitos velhinhos a usar gravatas de malha!

Não sei porquê? Mas há.

Mas este post pode dar azo a uma revolução.

Quanto aos casacos de malha não têm idade nem género

(n)Ana disse...

Seja quem tenha sido... se calhar muda de ideias quando ousar :o)

A gravata é bem gira.

congrats!

:oD

Isabel I disse...

Acho que fui eu que relacionei as gravatas de malha com a idade. É que o meu pai, que era um homem muito elegante, que usava laço e lenço, tinha agumas gravatas dessas e eu lembrei-me. Agora é verdade que há coisas intemporais, que se usam sempre.Isabel I

Anónimo disse...

O melhor do Alfaite. Bom gosto. T.

Anónimo disse...

Gosto imenso.. adoro o toque dessas gravatas. Acho que o alfaiate me fez ir comprar umas 2 ou 3 dessas.. alguem sabe onde se vende sff? abraço e obrigado pela ajuda! JVC

Saint Gobain disse...

Do melhor.simplesmente! as gravatas são de que marca?

cabra_nazi disse...

Só tenho uma palavra: ADOREI o blog! descobri-o por mero acaso e está super bem concebido, bastante original Parabéns!

Marina disse...

Hoje há foto identica identica no "The sartorialist". Parece mesmo combinado.

=)

Anónimo disse...

Parece-me é que o Sartorialist está a ser influenciado pelo Alfaiate Lisboeta:) André B

Marina disse...

Sem dúvida que o que é "nosso" tem muito mais valor, mas muito mais MESMO.
=D

Abaixo "The sartorialist"! Ah ah.

Parabéns Alfaiate, muitos. *

Fábio Savelha disse...

Sem querer entrar no detalhe específico das "riscas c/ riscas" parabéns pelo blog e principalmente pela ideia original de partilhar "bloguisticamente" o que fotografas no teu dia-a-dia.

Anónimo disse...

Curto imenso esta foto. E acho que o volume de comentários demonstra que quem aqui vem não está só atento a caras bonitas.

Boa dose de riscas!

O Meu Outro Eu Está a Dançar disse...

:)

João Cal disse...

Aînda ha uns meses pedi um conselho ao alfaiate sobre que padrao escolher. Estou num pais onde sao baratas e aproveitei para comprar 2. Acho que ainda la vou buscar mais antes de voltar. Boa foto! Abrazo. JC

Anónimo disse...

Se não me engano, pelas mãos, esta gravata pertence ao André B...

João Cal disse...

Oh Sr. MRamos, ja viu por acaso o post: Riscas, xadrez, riscas de 5 de Janeiro de 2009?? nao acredito que lance um desafio e o Alfaite ja o tenha respondido em antecipado?? ahah. A foto é claramente o nosso amigo alfaite, veja-se o queixo neste mesmo poste que refiro.

João disse...

O queixo não é decerteza do André, apostava mais no alfaiate... tive no RIO, Zé, aquilo é a meca do Alfaiate!!!

Miss Kin disse...

A 1ª gravata de malha que vi, foi num amigo, há muitos muitos anos, era de malha e quadrada. Muito gira!

Thats me! disse...

Existem gravatas muito giras
"skinny" e de malha também!

Na Tie Rack!

Eu tenho uma, muito moderna mas tradicional (também as riscas)!