quarta-feira, 30 de Maio de 2012

Algo maior

Algo maior

Foi com o Luigi que senti isto pela primeira vez. Senti algo diferente. Senti que teria que passar muito tempo até voltar a ver alguém assim. Não se trata simplesmente de ver alguém bem vestido. Há um sentido maior na estética de algumas pessoas. Porque no fundo é isso que eu fotografo. Aquilo que tenho por belo. Sem tretas nem preceitos.
Alguém no outro dia questionava, numa indelicadeza delicada (a menos delicada de todas elas), se não me causava aflição debruçar-me sobre temáticas tão superficiais. Perguntei-lhe, não pelos motivos que o levaram a comprar o relógio que tinha no pulso ou o carro que estacionou a meu lado mas porque – nesse encontro de amigos em torno do nado-vivo que ali era exibido – o único comentário que havia proferido acerca da criança ter sido relativo à sua beleza. Perguntei-lhe (empregando o mesmo preceito retórico que ele me havia aplicado) se, perante algo tão belo quanto o nascimento de um ser, não seria um tanto ou quanto superficial partilhar a sua felicidade com aquele casal amigo através de um apontamento estritamente estético. E dei-me conta de, para lhe fazer sentir isto, ter sentido necessidade de empregar o termo “belo”. E disse-lhe, num tom semi-condescendente, semi-trocista:
- Perdoa-me. Não tenho emenda.
O belo pode ser encontrado no momento final em que acabamos de lavar o nosso carro, fazemos a cama, arrumamos a porcaria do quarto ou preparamos a mesa para receber os nossos convidados. Podemos encontrá-lo num beijo, num abraço ou até num qualquer tom de voz melodioso que nos parece afagar a pele.
Eu encontro o belo sempre que tomo um recém-nascido nos braços. Não porque encontre naqueles pequenos seres de pele enrugada a melhor fórmula para uma harmonia pictórica mas, tão simplesmente, pelo belo que é possível encontrar no enquadramento daquela criatura nas mãos e a presença, desfocada, num segundo plano da imagem concebida pela minha própria retina, dos sorrisos de seus pais. Sinto o belo até, quando, pela manhã, escuto os Sinais de Fernando Alves. Mas podemos senti-lo também, como ocorreu comigo, no momento em que nos cruzamos com alguém e sentimos que há algo de maior naquela visão. E foi isso que senti quando vi a Susana, o Luigi e tantosoutros. Senti que havia ali algo maior. Muito maior

31 comentários:

Lauren@Styleseer disse...

This is a truly beautiful image. Well done!

Anónimo disse...

O que me encanta e atrai nas suas fotos é justamente o seu olhar, que vem de dentro e no qual sempre encontro o belo, mesmo que a tal não seja feita referência. Trata-se de uma subtileza, que fala da pessoa que o José É e que encontra ressonância nas pessoas que fotografa. E de tão subtil na essência, as suas palavras persistem em ser pobres, não porque não escreva bem, mas porque o belo ao ser traduzido, é traído.
Abraço, S. Shan

Javier Divisa disse...

Puro estilo y mucho charme

TheGirl Chic disse...

Que maximooo!
TheGirlChic

Vanda disse...

Depois de um dos meus PIORES dias no trabalho, e bom ler estas palavras e saber que a vida e feita de coisas belas, sendo o belo algo que pudemos encontrar nas pequenas coisas.

Obrigada por este ''ar fresco'' que deste ao meu dia!
By the way, essa miuda e BELA,em todos os sentidos possiveis.
vanda

LuisPisPis disse...

"Uma palavra vale mais do que mil imagens"!!!
Parabéns pelo texto Zé!

LuisPisPis disse...

Fotografia é perfeita, mas as tuas palavras são melhor ainda.
Excelente trabalho Zé!

dg disse...

excelente, em especial pela "imagem concebida" pela tua retina e tão bem descrita. um abraço, dg

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Garcia Pita disse...

Dos melhores looks, e sim tem algo maior mesmo !

Sol disse...

Amei a fotografia mas amei o texto ainda mais!!

Pri disse...

Simples e sofisticado. Tenho uma calça pantola dessa!

Rui Quinta disse...

Percebes porque é que aqui estou a comentar não percebes? Brutal.

Lume Brando disse...

Quando for grande quero fotografar assim ;)
Parabéns pelas fotos e pelos textos inspiradores.
Teresa

mes bijoux disse...

Ay!! Mi nivel de portugués no es tan bueno para entender tu escrito!! Lo vas a publicar en español o inglés? Ah! Y la foto es tan preciosa como la modelo. Eso sí es tener clase!
Besos!

Nuno M disse...

Parabens! A fotografia fica tao mais visivel acompanhada pelo seu texto. Um abraco.N

Nuno M disse...

Parabens! A fotografia fica tao mais visivel acompanhada pelo seu texto. Um abraco.N

Sofia disse...

Combinação perfeita: boa foto e excelente texto.

http://www.insofiashoes.blogspot.pt

Tenchy Tolón disse...

Sublime texto para uma maravilhosa fotografia, o verdadeiro refinamento,a beleza da simplicidade. ADOREI!

Filipa Gouveia disse...

Mais que as fotografias (que são espectaculares), mais que o propósito do blog (que é muito bom), mais do que tudo isso, escreves tão bem :)

João Mota disse...

Zé, está algo... perfeito : ) abr

Gija disse...

Adorei a foto, acho que está perfeita! Mas gostei ainda mais das tuas palavras!!

ELENA disse...

"O belo pode ser encontrado no momento final em que acabamos de lavar o nosso carro, fazemos a cama, arrumamos a porcaria do quarto ou preparamos a mesa para receber os nossos convidados. Podemos encontrá-lo num beijo, num abraço ou até num qualquer tom de voz melodioso que nos parece afagar a pele."

Achei muito bonita esta frase, linda, maravilhosa.
A mulher da fotografia é linda. Elegante.

Ana Cristina Milheiro disse...

"A beleza está nos olhos de quem vê"

Não basta olhar..


Cris

Colour my life disse...

O look esta muito giro!!! As calças muito bonitas.


http://mycolourlife23.blogspot.pt/

gina disse...

De facto, não sei do que gostei mais: se à primeira vista foi a fotografia que me prendeu o olhar, se de seguida, ao ler cada linha do texto... no fim percebo que é a sabedoria popular que está errada, porque "dois proveitos cabem tão bem no mesmo saco" e este blog é a prova disso. Obrigada, Zé (mais uma vez).

beijinho, gina

(btw, já tinha "procurado" pelo Luigi no livro, não lhe fixei o nome mas lembrava-me bem das cores e da postura!:S há imagens que nos ficam, ele é sem dúvida uma dessas.)

Eduardo Hürst disse...

O simples e classico. Perfeito. Perfeita. Linda.
#
Eduardo.

Vespinha disse...

Quantas vezes me sento à mesa e comento que o meu prato está bonito. Porque está mesmo bonito, com cores alegres e bem combinadas. As caras de espanto à minha volta ainda não se habituaram. :)

M disse...

Belo texto...

Pandora disse...

Ser belo é isto. Simplicidade, elegância, um acto subtil de se estar no pais dos desprendidos:)

Simplesmente... Sofia disse...

Estou-te agradecida por publicares tamanha sensibilidade...
Depois do que escreveste não vale a pena acrescentar mais nada. Está tudo dito!