quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Calanque de Sugiton

Katie

Quando apanhamos um comboio em Santa Apolónia de mochila às costas, boné na cabeça e os ténis (que nos pareceram) mais confortáveis não estamos, por uma meia dúzia de bons motivos, com muitas expectativas de alimentar uma página deste género. E, na verdade, o único motivo pelo qual parei em Marselha foi a hora, cujo adiantar, não me permitia chegar a tempo de ficar numa daquelas localidades que personificam o imaginário típico do  sul de França. Marselha teria sido o elo mais fraco de uma viagem cujos propósitos estavam perspectivados dois meridianos à frente. Mas Marselha é (não me ocorre nada melhor que assegurar, a pés juntos, que é genuinamente) linda. Poderão chamar-lhe suja, chunga ou simplesmente perigosa (e, ao que parece, há boa dose de estatísticas a suportar, por ordem crescente, cada uma destas acusações). Mas é linda. Percebo que carros de matrícula francesa com ocupantes que a muitos outros franceses lhes custaria apelidar de compatriotas, a acelerar por ruas estreitas, em plena madrugada, à mesma velocidade com que entro na A5 não serão, entre outras coisas, o melhor dos cartões de visitas para a actual Capital Europeia da Cultura. Mas há algo ali que ultrapassa tudo isso. E, por mais que custe a muito francês admiti-lo, parte da receita decorre precisamente da sua aura magrebina. E da sua natureza mediterrânica. Que é o mesmo que dizer que os Calanques, aquelas formações calcárias profundas e escarpadas parcialmente submergidas pelo mar, são das coisas mais bonitas que vi em toda a minha vida. Tanto me fascinaram que, quando me fui em direcção a Belgrado, tinha por seguro que ali haveria de regressar na volta. Mas claro está. Algo mais me prendeu ali. A Claire, a Anne-Sophie, uma canadiana cujo nome não recordo agora, o Andrew, a Sophia, a Natalie e a Katie a quem, a meio da tarde, já toda o grupo havia elogiado o fato de banho. E se ainda me impacta mais esta foto que a do casal de regresso ao seu veleiro (e eu gosto mesmo muito daquele casal) é curioso como para mim, esta bela imagem da Katie, é apenas uma amostra de todos outros momentos que tenho guardados (uns valentes megabytes e critérios visuais abaixo desta imagem) do dia quente nos Calanques e do jantar que o sucedeu. Porque, quando me meti num vagão em Santa Apolónia, eram esses momentos que buscava. Os tais que privilegiavam o trato familiar com aparentes desconhecidos a quem nos dirigimos como velhos amigos que propriamente méritos estéticos. A Katie foi, por assim dizer, uma espécie de surpresa. Uma bela surpresa


[a Katie pode ser vista aqui também]

13 comentários:

lobato disse...

fotografia bonita, sim. fato de banho bonito, sim. a katie é bonita, sim. mas eu gosto mesmo é dos textos..! :)

www.frascodememorias.wordpress.com disse...

É uma das viagens que pretendo fazer há muito tempo... Fiquei impressionada com os Calanques e com a Katie! A imprevisibilidade das viagens aproxima-as, felizmente, do fantático.
Não sei se é o melhor momento, mas lancei-lhe um repto no post "Espécime" do meu Frasco de Memórias. Sinta-se livre para aceitar ou recusar. É esse o espírito. Ana
http://frascodememorias.wordpress.com/2013/09/12/especime/

E disse...

Uma boa fotografia, como há algum tempo nao aparecia aqui. Mas sao gostos.

Cumprimentos

Dulce disse...

Pura elegância. A fotografada e a escrita do fotógrafo.

Anónimo disse...

Elegância & Equilibrio & Paz....adorei. Está fantástica.Obrigado pela partilha.
PP

Anónimo disse...

também há muito que uma foto sua não me chamava tanto a atenção. bonita foto.

La Coquette Miseráble disse...

Muito bonita a fotografia! Amei!

*beijinhos
Cristina Laborim

Patrícia Araújo disse...

uma grande foto!!
mas os textos saudades deixam quando não aparecem, tal como o texto da “teoria da salinidade” que me lembro sempre que vejo fotos de “beleza feminina” num cenário de verão… e talvez porque a economia foi a minha eleição... ;))

Parabéns!!

Denya Pandolfi disse...

Sensacional essa foto!!!! PArabéns, Denya/ grazieateblog

Ana Silva disse...

Adorei!
http://annluckindarkdays.blogspot.pt/

+mood disse...

Uma interessante descoberta esta blog. Bons textos, boa fotografia e bonitos momentos devem ser partilhados...
Sugiro que espreite o meu blog. Espero que goste e partilhe.


https://www.facebook.com/pages/positive-mood/649106941784300

http://thepositivemood.blogspot.pt/

Anónimo disse...

É sempre uma grata alegria quando somos presenteados com seus textos maravilhosos e fotografias idem.

cantinhodacasa disse...

Sem dúvida, uma excelente foto.