quinta-feira, 4 de julho de 2013

Osiris

Osiris

Estendi-lhe a mão, apresentei-me e quando ouvi o nome disse:
- Osiris? Curioso.. a primeira pessoa que fotografei em Madrid chamava-se Osiris.
Ao que ela responde "não conheço ninguém que se chame Osiris". E insisto "estou seguro
que o seu nome era Osiris". Encara-me com uma atenção redobrada, como se me tentasse
alcançar a umas dezenas de metros e pronuncia:
- Alfaiate?
Sorrio (e com o meu sorriso faço-a sorrir também) e dou-me conta que, afinal, estávamos
ambos tremendamente certos. Era Osiris que se chamava a tal rapariga que havia sido a
primeira de muitas fotos em Madrid. E estava também certa a Osiris pela estranheza com
que encarou sequer a possibilidade de eu ter fotografado antes uma homónima sua. Havíamo-nos cruzado um dia, três anos antes, em plena Calle Serrano: aqui


[a Osiris pode ser vista aqui também]

8 comentários:

Camila Faria disse...

Que bela história! <3

Gremelinica disse...

Explica me como se fosse muito burra....:))))))

Rita disse...

Wow..wow! Que bonita história e que bonita moça e que bonito nome! :D

Olivia Sapatilha disse...

Gosto muito :D

Anónimo disse...

a vida é isso....feita de encontros e desencontros. Gira a fotografia. PP

Anónimo disse...

giríssima ela...que pinta

Andreia Ramos disse...

E continua cheia de estilo!

Merenwen disse...

Caramba, explica-nos como a re-encontraste? Onde? Como é que estes acasos sao possíveis?! :)