terça-feira, 28 de Setembro de 2010

He's still stylish when he's hurt

He's still stylish when is hurt

36 comentários:

Paulo F disse...

A bengala é mesmo muito mázinha... Com tanta bengala de categoria e vai-me escolher uma que mais condiz com um capote alentejano ou uma samarra transmontana.
Estragou tudo, quanto a mensagem.
Se esquecer a bengala, gosto do resto.
(Suponho que os sapatos sejam clássicos, de furos lavrados e atacadores, sola grossa q. b. ...)

Marie disse...

Eu gosto de tudo! Do cabelo penteado à bengala passando pela gravata!

António Prates disse...

O estilo oriental acarreta sempre uma dose de simpatia e uma porção de familiaridade. Até parece que já vi este amigo em qualquer lado!

Anónimo disse...

Que pinta!

Ivania santos By DIAMOND disse...

woow...

Pintaaa... com algo de estranho nele... :/*

mas gosto!

Miguel disse...

Vendo em pormenor, apesar de se ter o Palácio de Belém em cenário de fundo (jardim da praça do império), de estarmos num momento de rememoração do centenário dos últimos dias da monarquia portuguesa, das cores da gravata serem o verde,amarelo e encarnado, são também visíveis as armas reais portuguesas...pequenos pormenores ou raros acasos sob fundo azul e branco à semelhança das porcelanas das índias orientais.

Anónimo disse...

Hum... acho que não! Mesmo!

black block disse...

gravata é sinal de opressão

Anónimo disse...

Lindo! Bem apanhado. Parece saído dos filmes alternativos do realizador Wong Kar Wai "In the mood for love" ou "Lust, Caution".

Anónimo disse...

O título não deveria ser:

"He's still stylish when HE's hurt"?

É que assim é só o verbo isolado...

O Alfaiate Lisboeta disse...

(falhou..obrigado)

Isabel I disse...

Então este senhor não era o tal da Indochina que levou a uma troca de galhardetes sobre impérios e colonizações e etc? Também me parece que a bengala não condiz, com este fatinho de linho ficava melhor uma mais sofisticada, tipo com o castão cabeça de cão em prata. Quanto à gravata ser sinal de opressão parece-me um bocadinho radical.

stela.dohle@googlemail.com disse...

Quanta elegancia!!!Amei, e a luz é maravilhosa!!
http://streetstylebystela.blogspot.com

Mia disse...

V. sempre em grande estilo! :)
Gosto&gosto! :)

Juana disse...

hum... não me convence! o estilo claro e a bengala também.

Anónimo disse...

Elegantérrimo, sem duvida! ;)

A postura e a elegância é algo que quem a tem, nunca perde em situação alguma... :)

xoxo

nini

Cat disse...

Que Borracho! Vi o rapazinho no jornal Metro, nessa foto estava muito bem!

Rapariga da rua de trás disse...

Acho muito elegante mesmo. Gosto dos detalhes e do conjunto no seu todo.
bj!

Anónimo disse...

lovely!

Anónimo disse...

hehehe gosto sempre quando o vejo pela cidade! Grande Vitorio, um abraço! JM

Anónimo disse...

Mais um grande momento fotográfico... Formalismo e descontracção em grande harmonia! Abraço para os dois Andre B

MUJI disse...

Do Orientalismo, chegou ao Chiado, Portugal, a MUJI.
"Em Novembro abre a nova loja da marca nipónica, na Rua do Carmo, em pleno Chiado. Criada há 30 anos, é um sucesso internacional pelo seu conceito simples e minimalista"

http://www.muji.us/

http://dn.sapo.pt/cartaz/interior.aspx?content_id=1673655

J. disse...

Concordo com um dos anónimos anteriores, parece vindo do filme in the mood for love, e devia estar acompanhado da banda sonora de Shigeru Umebayashi - Yumeji's. Bom trabalho Alfaiate!

Sempre a considerar,
J.

karura disse...

Não fosse ele japonês, mestres em estilo e bom gosto ( em mau tb, lol, mas só as vezes), esta muito bem apanhado. Gosto, apesar da gravata um bocadinho clássica demais e da bengala "esquisita", vem quebrar o conjunto. Gosto do ar dele... Muito bem, o nosso querido alfaiate tem sempre novidades para nos mostrar.

Margot disse...

Elegantissimo mas hirto como um boneco de cera!

Bói Tachista do Regime disse...

Alfaiate, que tal a partir de hoje focares no estilo noveau-riche da nossa actual elite política?
Com este ataque do governo à classe média, remediada e desfavorecida, os sorrisos vão terminar por aí.
Vamos lá todos à festa dos 100 anos da República, com muitos comes e bebes, fartote de eventos culturais e muito circo. Para os que têm empresas de mupis e catálogos, hospedeiras, floristas, caterings e de equipamentos de som e luzes, é a aproveitar, porque este estado de coisas é sempre a gastar à grande e por uma boa causa, só de cem em cem anos!

Anónimo disse...

O fato tem brilho a mais e sobretudo muitas rugas...

Anónimo disse...

A fotografia devia era ter sido tirada umas horas depois, para apanhar uma luminosidade menos intensa. Pelo sol a bater de chapa inevitável será produzir esse efeito. de facto está um bocado amarrotado, mas deve ser por causa do linho que é tramado. Um azul mais claro produzir-se-ia melhor efeito.

António Prates disse...

Sublinho o comentário do Bói Tachista do Regime:
“Alfaiate, que tal a partir de hoje focares no estilo noveau-riche da nossa actual elite política?
Com este ataque do governo à classe média, remediada e desfavorecida, os sorrisos vão terminar por aí.
Vamos lá todos à festa dos 100 anos da República, com muitos comes e bebes, fartote de eventos culturais e muito circo. Para os que têm empresas de mupis e catálogos, hospedeiras, floristas, caterings e de equipamentos de som e luzes, é a aproveitar, porque este estado de coisas é sempre a gastar à grande e por uma boa causa, só de cem em cem anos!”

E acrescento:

Mais Sacrifícios… Tantos Sacrifícios! Sacrifícios dos mesmos de sempre, em prol dos mesmos de sempre e em benefício de quem causou toda esta desproporção social. A uns escassos dias de comemorarmos o Centenário da instauração da nossa república, são-nos ofertadas todas estas notícias sobre os Sacrifícios que teremos de comportar, até que outros mais Sacrifícios atormentem a sopa dos mais necessitados e a vida de quem trabalha para alimentar os deleites dos muitos monarcas repúblicos que reinam a seu belo prazer neste Portugal dos fartos-ricos e dos costumes brandos dos pobres. E perante os Sacrifícios me pergunto: O que é o Socialismo? O que é o Comunismo? O que é a Social-democracia? O que é a Democracia Cristã? O que é a Esquerda? O que é a Direita? O que são todos esses idealismos que se servem dos Sacrifícios alheios? Apregoam liberdade, exultam patriotismo, rejubilam nas suas palavras vãs os ideais de uma ética olvidada nos exemplos do tempo, e os Sacrifícios dos pobres continuam a nutrir os monarcas imperantes e os muitos lacaios desta Corte sem emenda e sem rumo certo.

Rapótacho disse...

A República e as Hossanas dos amanhãs cantantes que nunca chegarão.

Anónimo disse...

Nunca vi tantos comentários estranhos num post apenas. Principalmente aquele que queria que o alfaiate esperasse uma horas depois. A luz está brutal. Umas horas depois seria noite...

gotico disse...

Mais uma em que os sapatos foram á vida

Beatriz disse...

Um eterno romântico...

Ritinha disse...

Veeeeery very NICE! (e neste caso, Nice é muito positivo!).

Miguel S.Alves disse...

lembro-me deste dia, tava lá no jardim de belém acho eu..um grande abraço Zé. Miguel

Anónimo disse...

Grande Português, grande exemplo! Vitório, sempre bem!
AMS